top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

20ª Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Confira tudo o que rolou na edição de 2021 e a lista completa dos vencedores

Pacarrete (Allan Deberton, 2019) | Em cena: Miguel (João Miguel) e Pacarrete (Marcélia Cartaxo)

O Grande Prêmio do Cinema Nacional, uma celebração da Academia Brasileira de Cinema chegou em sua 20ª edição esse ano, a premiação não é nada muito diferente do Oscar que conhecemos, são praticamente as mesmas categorias com uma ou outra exceção, o prêmio consiste numa estatueta banhada em ouro de um cavaleiro em homenagem ao ator brasileiro Grande Otelo segurando uma espada sobre um pedestal, desenhada por Ziraldo e esculpida pelo escultor Altair Souza. Como mencionei acima, é uma premiação muito parecida com o Oscar, não só nas categorias, como no formato da votação, é um prêmio organizado e votado pelos próprios profissionais, uma forma da própria classe celebrar o seu trabalho e dar o devido reconhecimento ao talento de seus profissionais, o mesmo ocorre nas cerimônias – que por conta da pandemia não aconteceu em 2020 e 2021 – mas que geralmente acontece Teatro Municipal do Rio de Janeiro.


O Grande Prêmio consiste em 32 categorias, o cearense Pacarrete, de Allan Deberton, foi o filme mais premiado da noite, com oito troféus Grande Otelo, incluindo o de Melhor Filme do Júri Popular, mas perdeu a categoria principal, que acabou ficando com A Febre, de Maya Da-Rin.


O prêmio tem a característica de fincar títulos em nossa história, dentre alguns dos premiados na categoria principal estão Cidade de Deus, de Fernando Meirelles em 2002; Cinemas, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes em 2007, Estômago, de Marcos Jorge em 2009, O Lobo Atrás da Porta, de Fernando Coimbra em 2015, e