whatsapp-logo-icone.png

publicidade

O maior prêmio da educação científica está de volta

Voltado para o ensino básico, PIEC quer estudantes cada vez mais jovens praticando ciência.


Professora Dioneia Schauren, vencedora da categoria "Mestra Inspiradora" da 1ª edição, recebendo os prêmios das mãos do idealizador do prêmio Gabriel Estevam Domingos. Ao fundo a imagem do professor José Goldembrg, o homenageado do ano | Foto: Karen Makrous / PIEC

Há, certamente, muitas visões sobre o que é empreender. Pode-se dizer que é trabalhar em projetos com afinco, empenhar energia em prol de algo, construir soluções, inovar, criar e, de alguma forma, fazer a diferença no mundo.

O troféu do PIEC sustenta um átomo sobre três pilares (da sustentabilidade: ecológica, humana e econômica) envolto por uma eletrosféra que em um arco carrega o átomo representando o movimento constante da ciência e no outro um avião de papel simbolizando a possibilidade de aprender brincando. | Foto: Karen Makrous / PIEC | Design: Sidnei Barros

Já no PIEC, Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico, o termo “empreender” significa construir um futuro melhor através da educação científica. Segundo a organização do Prêmio, é possível construir coisas significativas desde cedo, principalmente dentro do universo científico e sustentável.


O prêmio, idealizado pelo cientista e empreendedor Gabriel Estevam Domingos, foi desenvolvido para fomentar e reconhecer a prática científica no ensino básico – ensinos fundamental, médio e técnico – e desde sua primeira edição, permite que projetos de crianças a partir de 7 anos, concorram contra projetos de estudantes do ensino médio e técnico de até 18 anos, em três categorias que avaliam a criatividade, a necessidade, a viabilidade econômica e sustentabilidade dos projetos inscritos.


Em 2021, no auge da pandemia, com o patrocínio da Ambipar e apoio da Wise Plásticos, o 1º PIEC distribuiu, além de certificados e uma bela estatueta dada como troféu, mais de 60 mil reais em prêmios, incluindo 25 mil reais em dinheiro para os vencedores, além de um laboratório de quase 500 itens, doado à escola vencedora da categoria “Instituição Pública do Ano”. Isso leva o feito do prêmio para além do benefício econômico direto para os vencedores. O laboratório deixado de legado pela 1ª edição, doado pelo Grupo Ambipar, será utilizado anualmente por até mil estudantes do Colégio Estadual Jardim Porto Alegre, de Toledo-PR, um impacto permanente que deve crescer a cada edição.

Na segunda edição, o tema de fundo será: “Reencontro Marcado com o Sonho”, conforme explica Antonio Pedro, diretor de projetos da benV 360, realizadora do prêmio: “A evasão escolar no Brasil aumentou muito com a pandemia, por isso queremos encorajar esses jovens a voltarem a sonhar e pavimentar seus sonhos dentro das escolas”.


Segundo o os dados da PNAD continua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) do 2º trimestre de 2021, a evasão escolar quase triplicou, chegando a aumentar 171% na pandemia. Perguntado sobre como convencer o jovem a voltar para a escola, Pedro é enfático “na comunicação o prêmio trabalhará com a ideia de que sempre é tempo para recomeçar, porque a vida é longa e os benefícios da educação são eternos!”. A organização do prêmio prevê que a entrada de novos parceiros possibilitará, inclusive, a criação de categorias especiais, atreladas à taxa de retorno desses estudantes à sala de aula.


Ainda em processo de captação de patrocínios, as inscrições para o PIEC 2 devem começar ainda no segundo semestre de 2022. “Estamos em vias de renovar com os parceiros da primeira edição e conversando com novos parceiros que devem se somar ao PIEC no apoio a uma prática científica precoce e de qualidade no Brasil”. O otimismo da organização se deve aos resultados, no ano passado o prêmio chegou a quase 3 milhões de pessoas entre pais, professores e estudantes, falando sobre educação, ciência e sustentabilidade e já tem outras 3 edições previstas. Espera-se que essa exposição aliada a temas necessários em um projeto tão impactante, encoraje cada vez mais marcas a apoiarem o prêmio.


Com três novas edições programadas, o PIEC espera anunciar em breve parcerias de longo prazo, que acompanhem e apoiem o crescimento desse prêmio que almeja entrar definitivamente para o calendário escolar nacional.

Laboratório doado ao Colégio Jd. Porto Alegre em Toledo - PR, pela premiação da categoria "Instituição Pública do Ano". | Foto: Karen Makrous / PIEC