top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Carta aberta aos Ricos brasileiros

Atualizado: 14 de abr. de 2021

Cafona, polêmica e necessária.

A obra é composta por bitucas de cigarro, garrafas vazias e confetes em um ambiente vazio com cara de final de festa
"Onde vamos dançar essa noite?" - Goldschmied e Chiari. Museu de arte contemporânea de Bolzano - Uma obra de arte sobre hedonismo e corrupção.

Prezados Ricos,


Subscrevo-os, com enorme respeito por vossas excelências, para falarmos sobre o Brasil e a delicadeza do atual momento. Tomei o cuidado de referir-me às eminentes Senhoras e Senhores com “R” maiúsculo para garantir que os “ricos” não se incomodem com essa conversa de gente Grande.

Peço que vossas Realezas não se preocupem, esse editorial não pretende chover no molhado. Não há a menor dúvida de que vossas Realezas conhecem a gravidade da situação, embora algumas Calopsitas tropicais, insistam em exibir sua exuberante e, apenas aparente, ignorância fazendo previsões completamente equivocadas sobre a pandemia, assim como em um arroubo de "coragem” e “autoafirmação” juvenil. De garotos que querem provar sua oratória e sua retórica, desafiando os fatos. Acredito que nesses casos haja mais má-fé do que ignorância, pois como poderia, um belo exemplar com olhos cor de anil, ser tão inapto? Deve ter sido má-fé... afinal, não tive notícias sobre eles se desculparem pelo equívoco. Uma assustadora falta de etiqueta...


Direto ao assunto:


Para não gastar vossos preciosos tempos, cremos que seja melhor, sem mais rodeios, ir direto ao assunto, afinal esse texto se trata de uma carta aberta e não da entrevista de um de vocês no Roda Viva, quando uma das jornalistas pergunta se acham que V. Realezas sabem que pagam poucos impostos. Eu sei que é embaraçoso responder “SIM”, embora a partir de agora seja necessário.


Longe deste editorial querer fazer parecer que responder "SIM" é mais simples do que realmente é. Apesar de ser uma palavra monossilábica com apenas 3 letras, sei que não é fácil dizê-la assim, tão abertamente, afin