whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Professora revoluciona o ensino científico em Toledo – PR

3 troféus: Dioneia Schauren é a “Mestra Inspiradora” do 1º PIEC; com mais de 10 projetos inscritos a professora prova o sucesso do Clube de Ciências que ela orienta.

Professora Dionéia Schauren, orientadora do Clube de Ciências do colégio estadual Jd. Porto Alegre, de Toledo-PR. Vencedora na categoria "Mestre Inspirador" no 1º PIEC.

por Antônio Pedro Porto, redação Dossiê etc


O Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico ( Instagram | Facebook ) se surpreendeu com a quantidade de projetos enviados de uma pequenina cidade no interior do Paraná. Toledo, uma cidade na zona rural paranaense, com uma população estimada em 140 mil habitantes, inscreveu no 1º PIEC nada mais e nada menos do que 10 projetos, todos vindos do Colégio Estadual Jd. Porto Alegre, todos orientados pela Professora Dionéia Schauren que impulsiona a educação científica na escola através do Clube de Ciências.

Avaliação do Efeito do Biofilme Comestível na Conservação de Vegetais de Consumo in Natura | Projeto desenvolvido no clube de ciências do colégio estadual Jd. Porto Alegre, pela estudante Gabrieli Monique Campos e orientado pela professora Dioneia Schauren | 3º Lugar na classificação geral do 1º PIEC.

Dos 10 projetos inscritos pelo clube de ciências comandado pela professora Dioneia, dois ficaram no TOP 10 e, um deles, a Avaliação do Efeito do Biofilme Comestível na Conservação de Vegetais de Consumo in Natura, figurou no terceiro lugar da classificação geral. Um excelente resultado que surpreendeu a todos da organização do PIEC.


Além da categoria “Mestre Inspirador” a escola também venceu nas categorias “Pomar Científico”, feito para reconhecer a instituição que mais incentiva a prática científica na educação básica; e a categoria “Instituição Pública do Ano”, pensada para premiar a instituição pública com melhor desempenho geral no prêmio.


Pela vitória na categoria de Inspiradora, a professora recebeu um prêmio de R$ 7.500,00 e pela “Instituição Pública do Ano”, o Clube de Ciências da escola recebeu um laboratório escolar com mais de 400 itens, incluindo uma balança de precisão e um microscópio biológico de alta definição, além de toda a vidraria necessária para o desenvolvimento de experiências químicas no ambiente escolar.

Apesar do grande desempenho, a escola não é necessariamente uma exceção, talvez um ponto fora da curva em relação a quantidade de projetos desenvolvidos, mas assim como no ensino científico de nível superior, as instituições públicas parecem investir mais nesses projetos. Escolas públicas foram responsáveis por 58% das inscrições; 60% das escolas finalistas também eram públicas e ocuparam 77% das 30 vagas finalistas.


A professora Dioneia e o Clube de Ciências da escola Jd. Porto Alegre, são verdadeiros sopros de esperança para esse dia dos professores. Na tão negligenciada educação básica brasileira, apesar da falta de investimento adequado do poder público e da falta de incentivos da iniciativa privada, a professora, junto à comunidade escolar, se articulam em rifas, vendas de doces e outras campanhas de arrecadação para manter o laboratório da escola funcionando e, pelo que pudemos notar, os esforços estão rendendo ótimos frutos.


Agora, com o laboratório turbinado pela premiação do PIEC e o reconhecimento dado aos estudantes da instituição, a expectativa é que a quantidade e a qualidade de projetos se multiplique. A Professora Dioneia cultiva um verdadeiro Pomar Científico.


O portal Revista Dossiê etc deseja à professora Dionéia e a todas as pessoas que dedicam sua vida à educação, um feliz Dia dos Professores.