whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Listas: 5 filmes de favela

Os filmes “da quebrada”: Conheça essas belas obras que exploram toda uma rica cultura das periferias brasileiras.

Cidade dos Homens (Paulo Morelli, 2007) | Em cena: Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva)

O Dia da Favela, comemorado na última quinta, 4 de novembro, foi ‘criado’ para celebrar o local de criação de muitas famílias, para mostrar toda uma cultura em comunidade, de pessoas muitos próximas umas das outras, de casas amontoadas, daquela vista alaranjada dos tijolos sem reboco ou pintura, daqueles becos estreitos e especialmente para desmitificar aquela visão ordinária que muita gente tem que, favela é local de violência, do uso exagerado de drogas, de sujeira e tantas outras coisas que, simplesmente, não são verdades.

A favela, comunidade, quebrada – como nos paulistas costumamos chamar – está longe de ser um lugar horrível pra crescer ou viver, muitas vezes é muito melhor que outros tantos lugares, já que existe certa “segurança” – essa que a própria comunidade impõe para que nada de ruim aconteça e claro, para que essa imagem ridícula não fique ainda pior. Ainda assim, para todos os efeitos, a desigualdade é o maior problema, falta de oportunidade de estudos e de trabalho, fazem com que muitos jovens caiam no caminho errado, história essa que o cinema cansou de nos mostrar, mas vamos lá, separei cinco filmes que mostram um pouco da realidade das comunidades, tentei fugir das listas mais obvias e deixei de fora filmes que já aparecerem em outras listas aqui, por isso, a obra-prima Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, não vai estar logo abaixo em primeiro lugar, sem mais delongas, segue a lista.

5. Casa Grande (Fellipe Barbosa, 2014)
Casa Grande (Fellipe Barbosa, 2014) | Em cena: Jean (Thales Cavalcanti) e Rita (Clarissa Pinheiro)

O que acontece com quem não sabe administrar suas próprias finanças?


Sônia (Suzana Pires) e Hugo (Marcello Novaes) são um casal da alta sociedade carioca, ambos têm uma vida muito confortável, compram de tudo e não poupam, mas aos poucos eles veem a falência cada vez mais perto, seus dois filhos Jean (Thales Cavalcanti) faz de tudo para se desvencilhar de seus país, mas ele ainda não sabe que seus pais estão com problemas financeiros, até que a realidade toma conta de tudo e os pais de Jean cortam gastos, o garoto que até então só se preocupava com vestibular e sexo, agora tem que enfrentar a realidade.

Onde assistir: Netflix


4. Cidade dos Homens (Paulo Morelli, 2007)

Cidade dos Homens (Paulo Morelli, 2007) | Em cena: Acerola (Douglas Silva) e Laranjinha (Darlan Cunha)

Os personagens Laranjinha e Acerola ficaram famosos graças a série da Globo que mostrava a realidade dos melhores amigos dentro da favela.

No filme, agora já na maioridade, os melhores amigos têm que cuidar dos seus próprios problemas. Acerola, agora pai, tem de criar seu filho sozinho, já que a mãe do garoto foi trabalhar em São Paulo, enquanto Laranjinha segue uma longa saga para encontrar seu pai que passou por uma longa penitência na cadeia, uma série de coisas surgem para testar a amizade dos bons e velhos amigos de infância.

Onde assistir: Telecine play


3. Era uma vez... (Breno Silveira, 2008)

Era uma vez... (Breno Silveira, 2008) | Em cena: Nina (Vitória Frate) e Dé (Thiago Martins)

O Rio de Janeiro é uma cidade maravilhosa, cheia de paisagens naturais, praias maravilhosas e morros, só existe um bairro em toda cidade que não tem favela – que é a URCA – os demais, todos têm.


É em uma delas, no Cantagalo, favela de Ipanema, que segue a história de Dé (Thiago Martins), filho de empregada doméstica que acaba de ter seu irmão assassinado por traficantes e seu outro irmão exilado da favela pelos mesmos traficantes. O personagem não quer seguir esse mesmo caminho e vai trabalhar na Orla da praia de Ipanema como vendedor de cachorro-quente.


Lá acaba se apaixonando por uma garota chamada Nina (Vitória Frate) que mora na Vieira Solto, avenida em frente à praia, o CEP mais caro do Rio de Janeiro, mas claro, a diferença social será só um dos muitos empecilhos para a dupla seguir em frente com a paixão.

Onde assistir: YouTube


2. Branco Sai, Preto Fica (Adirley Queirós, 2014)

Branco Sai, Preto Fica (Adirley Queirós, 2014) | Em cena: Marquim (Marquim do Tropa)

O filme de Queirós é meio diferente e vai fazer com que a maioria dos expectadores ache estranho, especialmente por causa do tom documental e uma história meio mirabolante.


O filme gira em torno de dois homens que estão em um baile nas quebradas de Brasília, até que um tiroteio faz a multidão se dispersar e acabam marcando os personagens, até que um homem do futuro chega para investigar o acontecido e provar que a culpa de tudo o que está acontecendo ao redor deles, é da sociedade opressiva.

Onde assistir: Netflix


1. Bróder (Jefferson De, 2010)

Em cena: Macú (Caio Blat), Pibe (Silvio Guindane) e Jaiminho (Jonathan Haagensen)

Paraisópolis, Heliópolis e o Capão Redondo são as quebradas mais conhecidas de São Paulo e é no Capão que Macu (Caio Blat), Jaiminho (Jonathan Haagensen) e Pibe (Silvio Guindade) eram parceiros desde moleques, mas que seguiram caminhos diferentes no decorrer do tempo.


Jaiminho focou no futebol e alcançou a fama, Pibe é um trabalhador nato já que tem um filho e precisa dar o sangue para criar o garoto, já Macu caiu na estrada errada, entrou para o mundo do tráfico e está planejando um sequestro no meio de uma festa organizada por sua mãe, Dona Sônia (Cassia Kiss).


O circo está armado, em meio a alegria de se reencontrarem, uma tragédia está caminhando a todo vapor.

Onde assistir: YouTube

publicidade