top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Garimpeiros incendeiam aldeia indígena no Pará

Acuados pelas operações da PF, os criminosos atacaram tribo indígena em represália.

Casa da líder Muduruku incendiada durante ataque de garimpeiros | Reprodução: APIB

Na tarde dessa quarta-feira (26/05), indígenas tiveram suas terras Mundurukus atacadas à tiros e a casa da líder Munduruku Maria Leusa foi incendiada pelos criminosos. Ela mora na aldeia Fazenda Tapajós, perto de Jacareacanga, no sudoeste do Pará.


Segundo informações da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) o ataque aconteceu em reação a uma megaoperação realizada pela polícia federal, contra a mineração ilegal que destrói flores, degrada o solo e intoxica rio e ar com elementos químicos utilizados na prática mineradora.


A operação iniciada na terça-feira, 25, é de grandes proporções e coordenada entre polícia federal, exército, Ibama e Força Nacional.


Imagens mostram a casa de Maria Leusa destruída pelo fogo e, em foto tirada do outro lado do rio Tapajós, é possível ver ao longe a coluna de fumaça saindo da aldeia.

Tribo Munduruku foi atacada por Garimpeiros na tarde dessa quarta-feira, 26 de maio.

Por volta das 13:00 Maria Leusa Munduruku enviou mensagem de áudio pedindo ajuda, em seguida o sinal de internet da aldeia foi cortado.