top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Cinema&Sexo – Virgindade e o Amadurecimento Sexual

Cinema&Sexo é uma série especial de publicações da Dossiê etc, escrita por Cleber Eldridge, sobre a relação íntima que existe entre a sétima arte e o pecado da carne.

A começar por esse texto e ao longo das próximas semanas, essa série mostrará como o cinema tem retratado o início da vida sexual, sexo a três, nudez, orgasmos, até temas mais delicados como estupros, prostituição e ninfomania.


Se inscreva na newsletter, as próximas semanas prometem.

 

A primeira vez é inesquecível, mas sexo é como vinho, melhora com o tempo...

Segundas Intenções (Roger Kumble, 1999) | Em cena: Cecile Caldwell (Selma Blair)

O primeiro beijo, seguido por aquele toque, aquela excitação que domina todo o corpo e quando você se dá conta, já foi, já aconteceu, você já teve a sua primeira vez, já era, não tem mais volta, você já perdeu a ‘sagrada’ virgindade.


O cinema sempre relatou essa fase da adolescência com louvor, entre comédias e dramas, seguimos os protagonistas na corrida por sexo, o exemplo mais popular é o saudoso American Pie – A Primeira Vez é Inesquecível (Paul Weitz, 1999) – uma comédia pastelão das mais engraçadas que existem, o filme conta a história de quatro amigos heterossexuais e virgens, eles fazem um acordo: transar com alguém antes do baile de formatura – o filme trata o assunto de forma divertida e com muito humor; Superbad (Greg Mottola, 2007) segue uma linha parecida, só que ao contrário dos meninos descolados – ainda que atrapalhados –de American Pie, a turma de nerds tem poucos amigos e poucas chances de conseguir aquela primeira vez inesquecível.