whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Bioplástico: Projeto de Osório – RS vence prêmio científico

Concorrendo com outros 103 inscritos, o projeto vindo de Osório-RS vence a principal categoria do 1º PIEC.

BioStretch (biofilme em inglês): A cor do biopolímero depende essencialmente do material utilizado em sua composição. Projeto desenvolvido por Laura Nedel Drebes, orientada pela professora Flávia Twardowski e pelo professor Claudius Jardel no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Osório | Projeto vencedor na categoria "Consciência Circular"

por Antônio Pedro, redação Dossiê etc


Inscrito no 1º Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico (PIEC / Instagram | Facebook ), o BioStretch (biofilme em inglês), projeto vindo de Osório-RS foi desenvolvido no campus do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), pela estudante Laura Nedel Drebes, orientada pela professora Flávia Twardowski e pelo professor Claudius Jardel, resultou em uma película plástica estável, de fácil replicação e feita a partir de rejeitos da indústria alimentícia como, por exemplo, a casca da beterraba.

BioStretch (biofilme em inglês): A cor do biopolímero depende essencialmente do material utilizado em sua composição. Projeto desenvolvido por Laura Nedel Drebes, orientada pela professora Flávia Twardowski e pelo professor Claudius Jardel no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Osório | Projeto vencedor na categoria "Consciência Circular"

O polímero sintético, popularmente conhecido como plástico, ainda não tem um biopolímero / polímero biodegradável absolutamente viável como concorrente e o motivo para isso é simples: as melhores fórmulas encontradas, por enquanto, são fórmulas a base de produtos nobres, como alimentos, logo, sua produtividade em larga escala encontra barreiras comerciais e econômicas, com um custo produtivo muito alto, tanto social quanto financeiramente. A pesquisa de Laura vai no caminho certo para superar essa barreira, ao conduzir sua pesquisa com os rejeitos da indústria, ou seja, uma matéria prima de baixo custo, descartada por boa parte das indústrias que processam esses insumos.


Os resultados foram os melhores possíveis, estável, a fórmula foi reproduzida diversas vezes e os diversos lotes apresentaram as mesmas características em termos de aparência, flexibilidade, resistência, espessura, translucidez e coloração. Características fundamentais para que um produto seja comercialmente viável.


Dando sobrevida e transformando rejeitos industriais em produtos muito úteis, com ótima biodegradabilidade, o projeto recebeu excelentes notas nos critérios que analisaram a sustentabilidade; impacto produtivo; circularidade econômica e viabilidade econômica, garantindo a vitória na categoria "Consciência Circular" e com o 2º lugar na classificação geral.

O que é o PIEC?


Idealizado pelo cientista e empresário Gabriel Estevam Domingos, desenvolvido e realizado pela consultoria de projetos benV 360, o primeiro O Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico (PIEC / Instagram | Facebook ) foi feito para reconhecer e incentivar a educação através da prática científica dentro do ensino básico (ensinos fundamental, médio e técnico).


Inclusivo, o prêmio com inscrições gratuitas, aceitou projetos de estudantes de 07 a 18 anos, de escolas públicas e particulares, da 1ª série do ensino fundamental até o 2º ano do ensino médio e de cursos técnicos.


Patrocinado pela Ambipar Group e pela Wise Plásticos, o 1º PIEC distribuiu mais de R$ 60 mil reais em prêmios, entre prêmios em espécie, troféus, homenagens e um laboratório escolar com mais de 400 itens, que atenderão a aproximadamente mil estudantes do colégio estadual Jd. Porto Alegre de Toledo-PR, eleita a “Instituição Pública de Ensino do Ano”.

O comitê organizador do PIEC ainda não tem previsão de lançamento, mas já negocia com patrocinadores a realização da 2ª edição do prêmio e espera em breve poder divulgar a abertura das inscrições.


O 1º PIEC avaliou os 104 projetos inscritos em 8 critérios: 1 – Aplicabilidade / 2 - Sustentabilidade /3 - Impacto produtivo / 4 – Impacto x Necessidade / 5 – Circularidade Econômica / 6 – Originalidade / 7 – Viabilidade econômica / 8 – Durabilidade.