top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

10 coisas para desejar, após melhora de Bolsonaro

"Desejo prontas melhoras..." veja 10 coisas menos good vibe e mais urgentes para se desejar, agora que o Jair desentupiu.

Foto/Reprodução MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)

O presidente da república, Jair Bolsonaro, começou a semana que passou, agitando a imprensa. No dia 14 de julho, após quase duas semanas de desconforto abdominal e crises de soluço, o presidente acordou com dores mais agudas, cancelou a agenda e demandou que o cirurgião gástrico Antônio Macedo, o mesmo que o operou em 2018, viajasse para Brasília para avaliar a eventual necessidade de uma cirurgia de emergência, para desobstruir o intestino de Jair.


Acabou que apesar do susto e da estranha transferência de Bolsonaro, do hospital militar em Brasília, para o hospital Vila Nova Star em São Paulo, o caso não passou de uma obstrução intestinal que aparentemente foi resolvida com tratamento clínico, sem necessidade de intervenção cirúrgica.


O Brasil, diferente da selvageria revelada contra outros políticos em momentos de fragilidade, reagiu muito bem, de forma educada muita gente, normalmente vista criticando o presidente, correu para se solidarizar. Exemplos não faltam, mas esse é um editorial e não uma cobertura jornalística sobre o caso, por isso, ao invés de replicar os desejos de melhoras – já atendidos, afinal, o presidente recebeu alta na manhã desse domingo –, esse editorial irá sugerir uma dezena de outros desejos nobres para se compartilhar nas redes sociais:


01 – Começando pelo óbvio, melhoras aos internados por covid:

“Desejo que as mais de 20 mil pessoas internadas em UTIs com Covid-19, por falta de políticas de restrição de circulação, se recuperem prontamente...”

02 — O desejo pode ir ainda mais longe:

“... e que as 50% que vão sobreviver, não integrem a estatísticas da “covid-longa”, dos quais aproximadamente 25% morrerão em 6 meses e outros tantos terão sintomas por mais de um ano”.

03 – Um desejo mais leve:

Talvez você queira algo mais ligado a vida, então que tal:

“Desejo que a vida dos 70% de moradores de favela em dificuldade alimentar melhore, mesmo que o auxílio emergencial só sirva para comprar menos de 14% de uma cesta básica em São Paulo

04 – O copo meio cheio:


Pode ser que esse editorial esteja olhando o copo meio vazio, que tal vermos por outro ângulo:

“Desejo que os R$ 40 que SOBRAM, do salário-mínimo, depois de comprar uma cesta básica em São Paulo, seja suficiente para as famílias pagarem seus aluguéis e a conta de luz reajustada em 11,38%. Sem contar, é claro, o aumento de 52% na bandeira vermelha”.

05 – Um olhar para o futuro:


Tudo bem, vamos aceitar que tudo isso seja reflexo da pandemia e que ela está no fim, então é melhor saber o que desejar. Pode ser algo como:

“Desejo que os 85% de brasileiros adultos que ainda não completaram o esquema vacinal, não sejam acometidos pela variante Delta.

A variante Delta é a responsável pela 3ª onda em nações como o Reino Unido; muito mais transmissível, a variante se tornou predominante e hoje responde por mais de 90% dos casos de contaminação detectada. Isso acontece depois de a região já ter vacinado mais de 50% da população adulta”.


06 – Deseje milagres:


Aos religiosos, cabe sempre a busca da fé:

“Desejo que esse vírus encontre o caminho da luz e renuncie a essa vida errante de homicídios”

07 – Desejo permanente:


Para corrigir e reparar a escravidão brasileira, a maior do mundo,

“Desejo que a reforma agrária aconteça e retire a concentração latifundiária da monocultura de grãos para ração”

08 – Desejos mais básicos;


Quando o governo dificulta o acesso ao básico, nossos pedidos precisam ser mais modestos:

“Desejo o pronto restabelecimento dos estoques reguladores de alimentos, uma prática tão antiga quanto as sociedades minimamente civilizadas, para que a alimentação seja, de fato, um direito humano de todos e não o desafio de sobrevivência que é para muitos”.

09 – Desejo contra a violência...

“Desejo que os bancos sejam proibidos de sacanear seus clientes, usando de meios (juros) cruéis e motivo torpe (a miséria)”

Talvez possa desejar algo mais racional:

“Desejo o pronto restabelecimento da sanidade mental, dos banqueiros brasileiros, para que eles percebam que não precisa haver uma lei que regule a taxa de juros, para eles pararem de agir como maníacos econômicos, que violenta a economia popular com os juros do tamanho da jeba de Sex/Life. Bastaria o bom senso de replicar a proporcionalidade de acordo com outros mercados mundiais”.

10 – Que o gigante deixe de sentir orgulho de sua, igualmente gigante, ignorância:

“Desejo o pronto restabelecimento do bom senso democrático, para que Bolsonaro tenha sido o último ignóbil, a sentar na cadeira de presidente, desse já tão sofrido, Brasil.”

O Brasil é quem mais precisa de um pronto restabelecimento. Este editorial deseja tudo que foi citado acima.


Commenti


publicidade

bottom of page