top of page
whatsapp-logo-icone.png

publicidade

Comunista. Você não é, mas querem que você seja

Os estragos da polarização

Os comunistas: Joseph Stalin, Fidel Castro, Lenin, Mao Tsé-tung e Karl Marx | IMAGEM: TOM BURNS_WWW.EVERYTHINGBURNS.COM

Numa sociedade bastante polarizada como a nossa, qualquer ideia ou pensamento que venha a ser diferente, começa a ser combatido. Desejos de uma sociedade mais justa onde a meritocracia não seja a tônica para um desenvolvimento coletivo, promovem indignação a quem pensa diferente. Lógico que os ataques começam e inevitavelmente são recheados de conceitos que se não se encaixam mais nesse capítulo da história, por falta de base, de conhecimento e, pior, lotados de bronca.


Aqui já começa a valer algo que vai um pouco mais além da questão política. Não precisa ser da área para saber que a polarização é sinal de uma sociedade doente e que precisa ser tratada. Afirmam isso vários profissionais, e não só da área da saúde. Profissionais ligados à segurança pública deixam claro que os efeitos disso também interferem e colaboram muito para a criminalidade, com ataques que podem passar do verbal para o físico num tempo muito curto.


Pueril talvez seja uma das explicações para esse modelo polarizado de sociedade. Fica bem próximo dos mecanismos de defesa de bebês, compreensível para a idade, porém incoerente e desastroso quando expresso por pessoas adultas.


Mudam-se as cores das camisetas, das faixas e até dos rostos quando surge algum enfrentamento. Triste realidade que exalta ainda mais os ânimos quando um dos lados tem argumentação plausível e coerente, o que deixa qualquer um com pensamento engessado fora de seu prumo, como se tivesse levado um chute na canela.


É obvio sim que todas as opiniões devem ser respeitadas, mas esse aspecto logo desaparece quando um dos lados prefere trocar argumentos por descaso, desdém e provocações.


Pessoas que buscam uma sociedade mais justa, mais igual e mais responsável com todos, logo são chamadas de comunistas, ou facilitadores para transformar o país naquilo que enxergam de pior no país vizinho.


As pessoas até podem sentir afinidade com alguém que consideram um mito. O que não faz sentido é passar por cima do real significado da palavra, já que ela, na prática,